Maratona no Brasil premia corredores com NFTs

Data:

Uma das mais tradicionais maratonas do mundo, a Maratona do Rio apresentou uma novidade inovadora na edição de 2022, envolvendo aquilo que deve ser o futuro dos investimentos. A competição se tornou a primeira da história a premiar seus competidores com NFTs (tokens não fungíveis) ao fim da corrida.

O evento, que ocorreu nos dias 18 e 19 deste mês de junho, deu acesso às tidas ‘cripto experiências‘, a 162 corredores que estiveram presentes.

As NFTs foram distribuídas aos 100 primeiros colocados da meia maratona, de 21 quilômetros. Outros 42 tokens raros foram dados aos vencedores, sendo cada um representando um quilômetro do percurso. Totalizando os 162, 20 peças foram dadas a atletas de elite.

Justino Pedro da Silva foi o campeão da maratona, finalizando em 2h13min32s, sendo agraciado com sua devida NFT. Em segundo lugar, mais um brasileiro, Edson Amaro que chegou em 2h16m13s, fechando o pódio, o etíope Tilahum Nigussie, que completou no tempo de 2h16min27s

Na categoria das mulheres, a etíope Kebebush Yisma, ganhou e inclusive bateu o recorde de tempo da prova, terminando o trajeto de 42,195 km em 2h34min33s.

As vantagens da NFT da Maratona do Rio 2022

Premiados com o token não fungivel, que serviu como espécie de medalha, os competidores irão encontrar ainda diversas vantagens com o prêmio em mãos, além de o exibir por ter participado desse momento histórico.

Aqueles que conquistaram o NFT, poderão participar de forma gratuita da Maratona do Rio de 2023.

Além da vaga garantida no próximo ano, cada um terá em sua coleção de medalhas um artigo raro e que em breve deve contabilizar um grande valor.

A premiação por meio de NFTs foi ideia da prefeitura do Rio de Janeiro, que é a organizadora da maratona. O objetivo é espalhar a palavra das Criptomoedas e NFTs, aproximando a todos desse movimento que cada vez está mais próximo da sociedade no geral e gerando também lucro para o estado por meio de investimentos e turismo.

“Indo além, vamos utilizar esses ativos criptos para estimular as artes, a cultura e o turismo, por meio de NFTs. E [vamos] criar uma política de governança sólida e responsável para avaliar a realização de investimentos criptos“, afirmou em comunicado o secretário da organizadora, Pedro Paulo.

Próxima Maratona do Rio terá prêmio em NFTs novamente?

A Maratona do Rio 2023 vai acontecer novamente no mês de junho, dessa vez do dia 8 até o dia 11, durante o feriado de Corpus Christi.

Com projetos de cada vez mais implementar o sistema de criptomoedas e NFTs no Rio de Janeiro, a prefeitura tem tudo para novamente trazer uma rodada de prêmios em tokens.

A organização, inclusive a partir do ano que vem, já permite o pagamento de IPTU via cripto.

A Orla do Rio, grande empresa que comanda os quiosques das praias, anunciou também a parceria com Criptomoedas e Fan Tokens, que devem trazer experiências exclusivas a quem possui.

Todo o investimento nessa nova cultura parece um grande passo para cada dia mais os NFTs e cripto ativos estarem inclusos no esporte de uma forma geral e acessível.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar

Mais lidas

Continue Lendo
Relacionados

FIFA; NFTs estarão presentes no maior game de futebol do mundo?

Uma das maiores franquias de Videogames do mundo, o...

Atletas têm prejuízo milionário com Criptomoedas

Desde a popularização e o "boom" das Criptomoedas, muitos...

Barcelona planeja lançar próprias NFTs e Criptomoedas

Um dos maiores clubes do mundo, que já ostentou...

Time americano aceita Bitcoins como forma de pagamento

O Oakland Athletics, é uma das equipes mais tradicionais...