Posts com a Tag ‘futebol gaúcho em debate’

Posts com a Tag ‘futebol gaúcho em debate’

O GUERREIRO FUTEBOL GAÚCHO EM DEBATE

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O Futebol do Interior Gaúcho em DebateChegou a hora de amarrar as chuteiras e jogar junto por um futebol do interior mais forte no RS. Com a aprovação da proposição do deputado estadual Alexandre Lindenmeyer (PT), que visa discutir o futebol do interior gaúcho, pela Comissão de Educação, Desporto, Cultura, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, as atenções da cena esportiva estadual estarão voltadas para o Parlamento Gaúcho na próxima semana.

Ex-presidente do Conselho Deliberativo (gestão 2005/2006) e do clube mais velho do país, o Sport Club Rio Grande, por dois mandatos (gestão 2007/2008;2009/2010), o deputado segue na luta por dias melhores para os clubes de futebol do interior do estado. “Conheço muito bem esta realidade e sei que ainda restam muitas lacunas para serem preenchidas”, afirma.



Lindenmeyer acredita que a audiência pode ser um marco para o futebol do interior gaúcho e conta com a participação dos principais interessados neste processo que visa a manutenção, o resgate histórico, a inclusão social e maior valorização dos clubes. “Será uma grande oportunidade para debatermos e buscarmos as melhores alternativas para fortalecer o nosso futebol do interior. Portanto, a participação dos dirigentes e colaboração da imprensa esportiva (principalmente a do interior) é fundamental”, diz o deputado.

Um dos principais assuntos da audiência será o documento intitulado Jogo Aberto que propõe algumas diretrizes para um debate democrático entre clubes, Sindicatos, Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Imprensa e Governo do RS. O encontro será realizado no dia 24 de agosto, às 17h30min, na Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho) da AL.

 

 

 

NOTA DO CAMPELO: Apóio plenamente a iniciativa. O futebol gaúcho precisa de soluções além da dupla Gre-Nal. Chega do monopólio Gre-Nal. A Federação Gaúcha de Futebol vem fazendo corretamente a sua parte nos últimos anos, principalmente com a valorização e qualificação do Gauchão, mas as iniciativas pública e privada também devem pensar o futebol e os tradicionais clubes do interior gaúcho como ferramentas para inclusão social e valorização da cultura gaúcha para superar a massificante globalização do futebol, em que as crianças de Porto Alegre conhecem mais os jogadores dos times da Ucrania do que dos times de Bagé, o que é uma tristeza. Considero inadimissível que um banco estatal derrame dinheiro na dupla e dê migalhas para os demais. E este é o reflexo dos Governos que só pensam nos grandes e poderosos. Nada contra patrocinar a dupla, mas em Camaquã, Bagé, Livramento, Santo Ângelo, Santa Maria, Pelotas, Caxias, Rio Grande…também tem futebol, identidade com as comunidades locais e agências de empresas públicas.