Entidade esportiva ganha prêmio por conta de NFT

Data:

Se tornando uma das pioneiras na inserção de NFTs no cenário do basquete sul-americana, a FIBA (Federação Internacional de Basquetebol) foi presenteada pela International Digital Group com uma peça em acrílico referente ao primeiro token não fungível vendido na história da organização. A peça vendida em questão, foi da coleção da Champions League Américas, competição parecida com o sistema da Libertadores que se está acostumado no futebol, no entanto, entre equipes de basquete. A edição foi conquistada pelo São Paulo, título inédito para a galeria do clube.

A peça em si conta com todos os dados relevantes e técnicos do NFT, como por exemplo qual blockchain foi criado, o seu ID e até quem é seu proprietário.

Considerada por muitos a maior competição de basquete da América do Sul, a BCLA (Basketball Champions League Of America) firmou em abril deste ano um acordo com a Memorablia, empresa norte-americana especializada em conteúdo e desenvolvimento de NFTs de esporte, além de experiências para fãs e ações no Metaverso.

Essa foi a primeira vez que uma competição internacional da FIBA contou com um patrocínio na categoria de tokens não fungiveis, logo de cara emplacando um sucesso e recebendo um prêmio por inovação.

Além disso, o acordo colocou a divisão das Américas da Fiba não só como pioneira neste segmento, mas também como incentivadora desse tipo de projeto que em breve deve chegar a NBB, principal e mais tradicional competição de basquete do Brasil.

FIBA recebe NFT rara de Basquete

Além do troféu em acrílico, a IDG também presenteou a FIBA com um NFT edição Lendária do Campeão da 3ª edição do BCLA, o São Paulo no caso.

O token exclusivo se encontra sem dono e sem valor estipulado, presente apenas pela raridade e escassez única da instituição.

Em anúncio, a CEO da IDG, Sylmara Multini, comentou sobre a relação com a FIBA dizendo que a entidade “gostou muito” o presente.

“A Fiba gostou muito do presente e destacou o carinho que a IDG tem com a história do evento e respeito com a marca da competição BCLA. O objetivo da IDG é seguir investindo no esporte, música e entretenimento, contribuindo para uma verdadeira construção de um acervo digital bem catalogado e com valor agregado para seus clientes. E isto está demonstrado com a coleção de NFTs da 3ª edição da BCLA”, conta Sylmara.

Os avanços quanto a NFTs de basquete não estão presentes apenas em terras sul-americanas. Já a quase 3 anos, o Fantasy Game NBA Top Shot domina o mercado de tokens inspirados nos craques da NBA, maior torneio de basquete do mundo.

Movimentando milhões por mês e bilhões por ano, a categoria presente nesse tipo de coleção foi uma das menos impactadas durante o inverno cripto, prova da força que esse segmento possui dentro do mercado.

A expectativa já a algum tempo é da criação de um sistema parecido para a América do Sul, ou até mesmo uma expansão do próprio Top Shot.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar

Mais lidas

Continue Lendo
Relacionados

Produtora de NFTs se torna mais nova parceira de gigante da NFL

Gigante na produção de NFTs e ativações no mercado...

Golpe de Criptomoeda da Copa do Mundo 2022 derrete 70%; Veja o prejuízo

A pouco menos de 100 dias para o início...

Uniforme de Equipe de Rugby ganha patrocínio de Jogo NFT

Nos dias de hoje, é mais do que comum...

Esportes já receberam bolada em investimentos da Web3; Veja o valor bilionário

Já a mais de dois anos, os ativos digitais...