Essas são as 3 marcas esportivas que mais faturam com NFTs

Data:

Com os NFTs sendo uma tendência de mercado já há mais de 3 anos, ao longo desse tempo diversas marcas dos mais variados ramos entraram nessa onda e aproveitaram para criar seus próprios artigos digitais e faturar milhões com o segmento. Um dos nichos que se viu mais rentável se mesclando com a Web 3.0 nesse meio tempo foi o de Esportes, que desde ações revolucionárias como os Fan Tokens ou até digitalização de itens colecionáveis, já faturou bilhões de dólares.

Tendo em vista que o Esporte e a nova era digital parecem caminhar de mãos dadas para o futuro, principalmente junto de marcas já consolidadas no mercado, confira quais foram os nomes que mais faturaram com NFTs no ramo do Esporte até hoje:

Nike

Uma das maiores, se não a maior empresa do ramo de artigos esportivos do mundo, a Nike já vem a mais de 50 anos se revolucionando e trazendo ideias e novidades que mudam totalmente o mercado, e dessa vez, não seria diferente.

Os estadunidenses foram um dos pioneiros ao se inserirem logo de cara no boom das NFT em meados de 2020. Sendo com o lançamento de coleções de tênis digitais que se tornavam físicos, ou em parcerias com associações à marca, a Nike já faturou mais de 185 milhões de dólares (912 milhões de reais) com os seus Tokens não Fungíveis (NFT) ao longo desses anos.

Adidas

Diferente da sua maior rival no mercado, a Adidas demorou um pouco mais pra se inserir no mercado de NFTs, inclusive, fazendo suas investidas mais ousadas apenas agora no ano de 2023. Não existe um motivo oficial dado pela empresa para a “demora” para entrar em um negócio que parecia tão rentável e promissor, no entanto, especialistas apontam que os alemães vem tentando há ao menos 2 anos, porém, com lançamentos e projetos atrasados devido ao “Inverno Cripto”.

Com uma diferença enorme pra Nike, mas que promete evoluir em 2024, a Adidas até então já faturou cerca de 11 milhões de dólares com NFTs, algo em torno de 54 milhões de reais.

Australia Open

Responsáveis pela organização de um dos mais respeitáveis e importantes torneios da história do tênis, o Austrália Open também é dono de uma importante história de ações envolvendo NFTs.

Em 2022, a organização do torneio montou uma coleção de Tokens Não Fungíveis super elaborada, que até então, era revolucionária para o mercado.

Criando a partir das próprias bolas usadas durante a disputa do aberto, a AO fez com que os NFTs subissem de nível de acordo com a velocidade com que as bolinhas eram rebatidas e suas qualidades, contendo inclusive assinaturas de tenistas que valorizavam ainda mais alguns itens.

De la pra cá, a coleção feita pela AO já teria girado mais de 7 milhões de reais no mercado oficial do projeto, disponível no OpenSea.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar

Mais lidas

Continue Lendo
Relacionados

Empresa lança NFTs para apoiar futebol feminino; Entenda

O banco de investimento suíço Credit Suisse e a...

E-Sports e Metaverso; Conheça projeto da Talon

Talon Esports anunciou que está lançando um metaverso para...

2024 o ano dos Fan Tokens? Veja as melhores opções

A introdução da tecnologia blockchain e das criptomoedas revolucionou...

Gigante do Futebol Inglês cria sua própria Criptomoeda

O Tottenham Hotspur está colaborando com o Socios.com para...