ACERTA O PÉ, TRICOLOR

Data:

ACERTA O PÉ, TRICOLOR

     O Grêmio venceu nas alturas e Celso Roth terá mais tranquilidade para trabalhar nos próximos dias, mas ele não tem muiiiiiiita gordura para queimar. Por isso, Roth, duas sugestões: a primeira é não mudar mais o esquema e fixar o 3-5-2 e a segunda é realizar até o limite treinos de conclusão. É incrível a quantidade de gols que o Grêmio perdeu contra Universidad e Chicó.

     Agora, convenhamos, é muito ruim este time do CHicó, CRUZES. Mas isto não interessa, o que vale são os três pontos.

Tags: , ,

7 comentários para “ACERTA O PÉ, TRICOLOR”

  1. Débora Mizdal disse:

    Fora Roth hahaha

  2. Rodrigo Navarro Lins de Aguiar disse:

    Bom dia!

    O que pouca gente viu é que meia hora antes do jogo o treinador colombiano reuniu a indiada no meio do campo, distribuiu as camisetas, atirou uma bola pra eles e disse: “É isso que vocês vão ter que chutar daqui a pouco. Vamo pro jogo!” Dizem as más línguas, isso eu já não posso afirmar, que alguns dos “craques”, que mais pareciam sobreviventes de alguma civilização pré-colombiana perdida, ficaram assustados com o formato absolutamente redondo da bola… Pra nós, Colorados, o aspecto positivo é que o Celso voltou a ser um grande técnico e a velha soberba tricolor, que estava um pouco adormecida (”rust never sleeps”) voltou a aparecer. Pra encerrar: Montanha, te respeito muito como um dos melhores repórteres que temos na crônica gaúcha, mas, democraticamente me permito dizer que só tu, o juiz e a torcida tricolor viram a falta que originou o gol.

  3. Augusto disse:

    Muito ruim mesmo Campelo,

    O Grêmio precisa evoluir.

    Parabéns pelo seu trabalho na Guaíba, assisto todos os jogos pela TV, porém o som é guaibeiro…

    Ah, fala pro Haroldo não narrar mais os jogos do Grêmio, ele é muito pé frio(rs).

  4. Fagner dos Santos disse:

    Como eu falei, Campelo: ele não confia nos volantes que tem no grupo. Por isso adiantou o Réver, ao invés de sair com um 4-4-2 com o Diogo. De repente ele fazia direto se tivesse Adilson e Magrão. Um alento é que os dois últimos brasileiros campeões na libertadores jogavam com esse sistema – um, tinha o Lugano na função e outro, o Edinho – que deixa um volante que compõe a zaga quando defende e sai quando o time tem a bola. Pode ser a solução.

  5. Júnior disse:

    Um time se torna ruim quando todas as suas jogadores e principais jogadores sã anulados. Simples. Mérito do Tricolor, que lutou até o fim, apesar dos gols perdidos.

  6. André Tricolor disse:

    O Rodrigo deve achar que o time dele quando ganhou a única Libertadores só jogou contra time bom? E aquele Caracas da Venezuela? Os caras não sabiam nem cobrar escanteio. Bom mesmo é o União de Rondonópolis! ehehe

  7. Rodrigo Navarro Lins de Aguiar disse:

    André Tricolor, tens toda a razão. O Maracaibo é muito ruim e o União de Rondonópolis é pior ainda, o que não melhora a qualidade do Boyacá. a primeira fase tá de barbada pro tricolor. Isso se a direção e o “professor” não complicarem as coisas… Abraço.

Deixe um comentário






Compartilhar

Mais lidas

Continue Lendo
Relacionados

Empresa lança NFTs para apoiar futebol feminino; Entenda

O banco de investimento suíço Credit Suisse e a...

E-Sports e Metaverso; Conheça projeto da Talon

Talon Esports anunciou que está lançando um metaverso para...

2024 o ano dos Fan Tokens? Veja as melhores opções

A introdução da tecnologia blockchain e das criptomoedas revolucionou...

Gigante do Futebol Inglês cria sua própria Criptomoeda

O Tottenham Hotspur está colaborando com o Socios.com para...