Grande parte dos brasileiros se dizem responsáveis no momento de realizar palpites online

Data:

A empresa líder em tecnologia no mercado de jogos de azar, Playtech, divulgou um estudo recentemente feito em parceria com a companhia de pesquisa Toluna, em que apontavam que 46% dos brasileiros se vêem como jogadores responsáveis quando o tema são palpites online em eventos esportivos.

A pesquisa em questão faz parte da nova edição do Relatório de Jogo Responsável na América Latina realizado pela Playtech, que visa verificar o cenário atual das apostas esportivas online na região, levando em consideração principalmente a ligação entre entretenimento e interação dos apostadores, assim como a convicção que os clientes têm na regulamentação e autorregulação do mercado dos jogos de azar, e a forma com que as ações da companhia se transformam em maior segurança para os clientes da região.

De acordo com a empresa, foram entrevistadas 2500 pessoas de cinco nações da América Latina: Brasil, Peru, Chile, Argentina e Colômbia. Com isso, eles esperavam entender o que os moradores de cada país compreendem como jogo responsável e também tentar descobrir se essas pessoas se identificam como jogadores responsáveis ou irresponsáveis.

Segundo o estudo, aos menos 46% dos entrevistados brasileiros se disseram responsáveis, já que realizam os palpites online somente como uma forma de entretenimento, enquanto isso, outros 45% se disseram responsáveis porque os pitacos não exercem influência direta no seu dia-a-dia.  Na contramão dessas afirmações, 4% dos entrevistados relataram que seus hábitos de jogatina podem estar se tornando questionáveis, já outros 3% desconhecem o que é jogo responsável, 1% acredita que seu comportamento no jogo é temerário e 1% não tem certeza como se identifica.

Aumento na quantidade de palpiteiros

Questionados se fizeram algum tipo de palpite online nos últimos seis meses, 60% dos entrevistados afirmaram que sim – um crescimento de 4% em comparação com a última pesquisa, demonstrando desta forma um aumento, mesmo que pequeno, no número de apostadores no Brasil.

Dentre os entrevistados que fizeram apostas há pouco tempo, 60% acreditam que jogo responsável é aquele realizado em plataformas de palpites legalizadas, como é o caso dos sites onde se pode apostar na Copa do Mundo. Essas plataformas foram selecionadas pelo sitedeapostasonline.net, e como requisito precisam ter uma licença de funcionamento emitida por uma autoridade internacional, como a  Malta Gaming Authority, e também implementar medidas de jogo responsável, a exemplo de limite de depósitos, temporizador de sessão e período de pausa.

Com esses mecanismos, o mercado de apostas no Brasil, que pode movimentar o montante de R$ 10 bilhões em 2023, tem totais condições de promover o jogo responsável e proteger os jogadores, sempre voltando a atuação da atividade para o entretenimento e não para o enriquecimento fácil.

“Os dados desta pesquisa destacam a importância da implementação de medidas de proteção ao jogador, bem como o foco no jogo responsável de toda a indústria, à medida que avançamos em direção a um ambiente regulamentado no Brasil”, relata o Chief Policy Officer da Playtech, Francesco Rodano.

Segundo o executivo, o Brasil vive um momento crucial para a regulamentação completa do mercado de jogos de azar, sendo preciso dar um maior destaque ao engajamento seguro dos clientes, assim como na análise de dados, buscando dessa forma garantir que o mercado cresça de forma segura e sustentável.

“A Playtech está empenhada em abordar as preocupações destacadas neste importante estudo, fornecendo um maior nível de envolvimento do jogador de jogos de azar mais seguro e ferramentas de análise de dados e experiência, a fim de apoiar e proteger novos clientes online, qualquer pessoa com vulnerabilidade ou comportamento de alto risco”, afirma Rodano. Vale lembrar que há uma grande expectativa para assinatura de uma Medida Provisória que regulamenta as apostas esportivas no Brasil ainda neste segundo semestre de 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar

Mais lidas

Continue Lendo
Relacionados

Empresa lança NFTs para apoiar futebol feminino; Entenda

O banco de investimento suíço Credit Suisse e a...

E-Sports e Metaverso; Conheça projeto da Talon

Talon Esports anunciou que está lançando um metaverso para...

2024 o ano dos Fan Tokens? Veja as melhores opções

A introdução da tecnologia blockchain e das criptomoedas revolucionou...

Gigante do Futebol Inglês cria sua própria Criptomoeda

O Tottenham Hotspur está colaborando com o Socios.com para...